fbpx

Você sabe o que é ETF ou já ouvir falar sobre essa sigla? Os ETF’s ou Exchange Traded Funds ganharam popularidade nos últimos tempos.

De acordo com uma reportagem realizada pelo portal Valor Econômico – a qual teve a participação do sócio da Portofino Investimentos, Adriano Cantreva – em julho, o patrimônio líquido dos fundos de índice atingiu R$ 19,4 bilhões, cifra quase três vezes maior que os R$ 6,85 bilhões registrados no mesmo mês de 2018.

Neste artigo, explicaremos o que são os Exchange Traded Funds, como eles funcionam e quais são os requisitos necessários para inseri-los em uma carteira de investimentos.

Siga a leitura!

ETF: o que é e quais são os seus benefícios?

Os Exchange Traded Funds, mais conhecidos pela sigla ETF ou ETF’s, significam em tradução literal Fundos Negociados na Bolsa. O ETF replica índices ou estratégias definidas por um gestor, o qual faz a escolha dos produtos e estratégias.

Entre os diferentes benefícios desta aplicação, a diversificação é o quesito que mais se destaca. Além disso, esse tipo de investimento oferece transparência, pois qualquer pessoa pode verificar a atividade de preço de um determinado ETF em uma troca. O custo atrativo de um ETF também deve ser ressaltado, pois com o cenário de juros atual, é necessária a busca de ativos com uma gestão mais barata.

Quando falamos sobre benefícios fiscais, os ETF’s também merecem destaque. Em geral, os investidores costumam ser tributados apenas com a venda do investimento – 15% sobre o lucro obtido. No entanto, se o investidor comprar um ETF e vendê-lo no mesmo dia, o imposto é de 20% sobre os rendimentos.

Para Cantreva, aqueles que investem em ETF’s também se beneficiam de baixas taxas de administração. Assim, de acordo com ele, em reportagem para o portal Valor Econômico, “a estrutura dos fundos com taxa de administração de 2% e 20% de performance passa a ficar cara”.

Confira abaixo o ranking de rendimento obtido por ETF’s em 1 ano, em 3 anos e em 5 anos.

Name Ticker YTD Return 1 Yr Return 3 Yr Return 5 Yr Return
iShares Ibovespa BOVA11 BZ 10.6974 24.7004 18.7067 9.57534
It Now PIBB IBrX-50 Fundo de I PIBB11 BZ 9.28074 22.638 18.5806 9.6451
iShares BM&FBovespa Small Cap SMAL11 BZ 22.6766 42.1971 24.466 10.7587
iShares Bovespa IBrX Fundo de BRAX11 BZ 12.2121 27.3159 19.3157 10.2569
iShares Indice Carbono Eficien ECOO11 BZ 13.9971 28.1348 15.1884 9.91465
It Now Ibovespa Fundo de Indic BOVV11 BZ 10.6378 24.9488 19.1028
It Now IDIV Fundo de Indice DIVO11 BZ 19.7699 41.358 24.6384 8.05282
Caixa ETF Ibovespa Fundo de In XBOV11 BZ 10.3659 24.2495 18.432 9.47803
It Now IFNC Fundo de Indice FIND11 BZ 13.9796 43.8321 23.4275 15.5432
BB ETF S&P Dividendos Brasil F BBSD11 BZ 13.597 36.018 24.2037
It Now IMAT Fundo de Indice MATB11 BZ -16.7244 -26.2483 24.8129 9.88365
It Now ISE Fundo de Indice ISUS11 BZ 7.46124 19.2473 10.7274 4.48774


ETF’s: principais cuidados ao investir

Os ETF’s possuem, em geral, uma gestão passiva. No Brasil, por exemplo, o ETF Replica um índice. Por isso, antes de realizar qualquer tipo de aplicação.

Antes de aplicar em ETF’s ou em qualquer outro tipo de investimento, é importante que o investidor observe o momento do mercado, entendendo se é mais favorável investir no índice ou em ações separadas. Essa análise poderá ser realizada com eficácia através de profissionais certificados, com conhecimento no mercado financeiro.

Por isso, se você possui interesse em investir em ETF’s e melhorar a sua carteira de investimentos, entre em contato conosco clicando aqui.

Possui alguma dúvida sobre os ETF’s? Comente!